Compartilhar

Workshop 2015

O 3º Workshop Relação Mais Produtiva da Agricultura e Apicultura discutiu temas importantes sob diferentes óticas, contribuindo para a construção do conhecimento coletivo e enriquecimento do diálogo entre as partes envolvidas. Foram realizados quatro painéis de diálogos envolvendo especialistas renomados dos setores agrícola, apícola, instituições governamentais, acadêmicos e pesquisadores.

Painel 1: Biodiversidade e Agricultura

A relação entre agricultura e biodiversidade foi o tema central do primeiro painel. Um diálogo aberto e bastante consciente sobre os desafios e a complexidade do tema, contando com a participação de diferentes atores envolvidos na questão. Os participantes trouxeram importantes dados para entender o contexto dessa relação e seus desdobramentos na realidade brasileira e na população de abelhas, reforçando a importância do diálogo para o desenvolvimento de soluções positivas e integradoras.

Karina Oliveira Cham: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Bióloga. Karina atua no Ibama desde 2005.


Rodrigo Justus de Brito: Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).


Claudia Inês da Silva: Bióloga, pesquisadora e professora. Atua no Laboratório de Abelhas do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Ceará e no Laboratório de Abelhas da Universidade de São Paulo.


José Soares Aragão de Brito: Presidente da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA). Foi presidente da Federação Apícola de Sergipe.


Augusto Luis Bili: Chefe da Divisão de Política, Produção e Desenvolvimento Agropecuário – DPDAG/SFA-SP – MAPA.

Painel 2: Interação das Culturas Agrícolas e da Polinização por Abelhas

Com foco na interação das culturas agrícolas e da polinização por abelhas, o segundo painel discutiu os impactos positivos da polinização na agricultura, incluindo a visão do setor apícola sobre o tema e casos de sucesso nessa interação. O diálogo contou com os exemplos do Fundo de Defesa da Citricultura, o Fundecitrus, o caso de produção de melões da Itaueira Agropecuários, além de pesquisas da EMBRAPA Amazônia Oriental na área de meliponicultura.[/vc_column_text]

Tom Prado: Presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da Confederação Nacional de Agricultura (CNA). Produtor de melão e Criador de abelhas Apis.


Cristiano Menezes: Pesquisador na Embrapa Amazônia Oriental na área de meliponicultura.


Breno Freitas de Magalhães: Engenheiro Agrônomo, pesquisador, professor e PhD em Abelhas e Polinização pela University of Wales College of Cardiff – Grã-Bretanha. É responsável pelo Setor de Abelhas na Universidade Federal do Ceará.


Nésio Fernandes de Medeiros: Presidente da Câmara Setorial Federal do Mel e Produtos das Abelhas no Mapa. Vice-presidente da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA). Presidente da Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina – FAASC.


Marcelo Pereira de Miranda: Pesquisador Científico em Entomologia do Fundecitrus – Fundo de Defesa da Citricultura.

Painel 3: Defensivos Agrícolas e sua Relação com a Agricultura e Apicultura

Buscar soluções de integração, esse foi o tom do diálogo que permeou o Painel 3. Vários temas foram discutidos sob diferentes pontos de vista, criando uma visão sistêmica e indicando possíveis caminhos e aplicabilidade. Afinal, o uso de defensivos agrícolas é uma importante tecnologia de produção aplicada à agricultura. Deve ser utilizada com racionalidade e consciência para obter os melhores resultados de sua aplicação e proteger a biodiversidade, entendida tanto de maneira mais ampla, quanto nas diferentes espécies de abelhas.

Paula Arigoni: Coordenadora de Assuntos Regulatórios do Sindiveg. Coordena o Grupo de Trabalho Integração Agricultura-Apicultura no Sindiveg.


Ulisses Rocha Antuniassi: Professor titular do Departamento de Engenharia Rural da Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP, Campus de Botucatu/SP.


Júlio Sérgio de Britto: Coordenador geral de agrotóxicos e afins do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).


Roberta Cornélio Ferreira Nocelli: Pesquisadora, bióloga e professora do Centro de Ciências Agrárias – UFSCar Campus Araras.


Marcio Rosa Rodrigues de Freitas: Coordenador Geral de Avaliação e Controle de Substâncias Químicas da Diretoria de Qualidade Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).


Lidia Maria Ruv Carelli Barreto: Presidente da Comissão Técnico Científica da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA). Direção do Departamento de Ciências Agrárias, professora e coordenadora do Centro de Estudos Apícolas da Universidade de Taubaté.


Osmar Malaspina: Pesquisador e professor livre docente do Departamento de Biologia e pesquisador do Centro de Estudos de Insetos Sociais do IB-UNESP, Rio Claro.

Painel 4: Diálogo Final – Principais Conclusões e Desafios

Quais as conclusões e desafios? Como incentivar o diálogo entre agricultura e apicultura? O foco do último painel foi de reflexão e diálogo entre os participantes, a fim de fomentar os caminhos para uma relação mais produtiva entre agricultura e apicultura e apontar proposições para essa integração.

A riqueza de diálogo se dá por meio da expressão de diferentes pontos de vista que compõem o tema em discussão. É a partir dessa interação, com a participação de todos e argumentação fundamentada, que surgirá um terreno fértil para a semeadura de caminhos de futuro mais assertivos. Para 2016, a nova edição do workshop ocorrerá nos dias 01 e 02 de setembro na cidade de Ribeirão Preto.

Painel 4 – Da esquerda para a direita: Os mediadores Claudia Inês da Silva, Roberta Cornélio Ferreira Nocelli, Décio Luiz Gazzoni, o mediador Breno Freitas de Magalhães, Derli Dossa, Silvia Fagnani.

Décio Luiz Gazzoni: Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).


Derli Dossa: Professor de Planejamento e Gestão na Universidade Federal do Paraná. Foi chefe de Gestão Estratégica do Mapa e é produtor rural.


Silvia Fagnani: Vice-presidente executiva do Sindiveg.

Contato

colmeiaviva@sindiveg.org.br

Assistência Técnica
0800 771 8000

Assessoria de Imprensa
imprensa@sindiveg.org.br
(11) 5094-5529

Realização

Signatárias